Preloader

Loading

image

Currículo: como elaborar um perfeito

Portanto, há uma vaga de emprego na sua área numa empresa e você quer elaborar um currículo infalivel.  Porém não sabe como preparar um bom currículo! Não se preocupe: a verdade é que este é o caso de muitos iniciantes principalmente. No entanto, não pode perder uma boa oportunidade de trabalho, pois não?

Pensando bem, trouxemos-lhe 10 dicas práticas para inverter esta situação e ganhar a atenção dos recrutadores na sua selecção de trabalho de hoje. Vejam isto!

10 dica para elaborar um currículo perfeito:

1. Cuidado com exageros

Uma das maiores questões quando se escreve um currículo é saber o que incluir no mesmo: que nível de educação deve ser incluído? O que deve ser incluído nas informações pessoais?

Vale a pena mencionar toda a sua experiência profissional? Se alguma vez se interrogou sobre alguma destas coisas, agora é o momento de descobrir o que fazer.

A verdade é que o seu currículo precisa de dizer exactamente o que pode oferecer a uma empresa. Portanto, é importante mencionar a sua educação, conhecimentos adicionais, e experiência de trabalho, mas não precisa de exagerar.

2. Seja objetivo

Saber que posição quer conquistar e conhecer a empresa para a qual quer trabalhar é uma atitude básica para preparar o seu currículo, porque esta informação ajuda-o a ser claro sobre quais são os seus objectivos de carreira.

Portanto, não coloque um objectivo muito clichê: pense nas competências que possui e em como elas podem ser benéficas na sua rotina de trabalho. Isto mostra o quanto se preocupa com o desenvolvimento da sua organização.

3.  Evite os famosos erros de Português

Se há uma coisa que mostra o valor de um profissional, independentemente da sua área ou experiência, é a boa capacidade de comunicação. Se pensa que isto se limita a falar em público ou a passar numa entrevista de emprego, está enganado: a comunicação é avaliada desde o início do seu CV!

Mesmo que a posição que pretende preencher não esteja diretamente relacionada com a sua escrita, deve conhecer as regras básicas do português para se destacar entre outros candidatos.

Então, não use abreviaturas e gírias ao preparar o seu CV, certo? É também muito importante rever o texto (ou pedir a um colega) para se certificar de que as palavras e a pontuação estão correctas.

4. Nomear correctamente o seu documento

Quer esteja a inserir o seu currículo num banco de emprego on-line ou a enviá-lo a um recrutador, um detalhe que fará toda a diferença é o nome do ficheiro. É importante que o seu nome seja consistente, declarando do que se trata o ficheiro e o seu nome completo junto ao mesmo.

Mesmo que pareça simples, isto evita que o seu currículo seja descartado por engano e também reduz o risco do departamento de RH da empresa o confundir com outro candidato que o contactou via e-mail, por exemplo.

Uma prática comum entre as pessoas que procuram o seu primeiro emprego é comunicar o montante do salário que esperam receber. Se fez isto no seu currículo, agora é a altura de o rever e remover esta informação

Os requisitos salariais são algo que só deve ser incluído se a empresa o pedir num formulário de candidatura ou se o cliente deve responder quando lhe for pedido numa entrevista.

Ao colocá-lo no seu currículo sem ser solicitado, corre o risco de ser despedido por oferecer um valor superior ao das ofertas do mercado ou por desvalorizar o seu emprego.

5. Certifique-se de que o seu currículo está bem desenhado

Mesmo que o trabalho que pretende não exija “criatividade” na lista de pré-requisitos, preste atenção ao formato do seu currículo.

Confie em mim: a organização das suas informações pessoais, a fonte utilizada e o desenho podem dizer muito sobre como vê uma oportunidade de emprego. Para não mencionar que tudo isto o faz sobressair da multidão!

Ah, e a melhor parte? Não precisa de ser um perito em Photoshop e programas de edição visual para fazer isto! Pode fazê-lo como se fosse a sua própria coisa. Ferramentas gratuitas como o Google Docs permitem-lhe compilar o seu currículo de uma forma mais criativa e inovadora do que a maioria das pessoas.

6. Manter as suas informações pessoais atualizadas

Imagine que enviou um currículo a uma empresa. O recrutador está interessado no seu perfil, mas o seu número de telemóvel não está atualizado ……

Já pode prever o fim desta história: a empresa não voltará a contactá-lo quando o contactarem, portanto, perde a oportunidade de conseguir o emprego que sempre desejou!

Embora isto possa parecer uma situação longe da realidade, pode acontecer a qualquer pessoa! Sabendo disto, certifique-se de que os seus dados estão correctos e actualize tudo o que precisa antes de enviar o seu currículo.

Quer uma dica? Se se deslocar muito, vale a pena inserir um número de telefone secundário para alguém de confiança ou alguma outra forma de contacto.

7. Valorize as realizações anteriores

As empresas procuram empregados que estejam empenhados no seu trabalho e que saibam como contribuir para o seu crescimento. Mostrar o que já fez em programas anteriores, mesmo na faculdade, atrairá normalmente a atenção dos recrutadores.

Assim, se se destacou como o melhor aluno do seu programa, realizou iniciações científicas, participou em desportos e outros grupos académicos, poupe espaço no seu currículo.

8. Cuidado com os endereços de e-mail errado

O e-mail que utiliza para contactar empresas diz muito sobre a sua personalidade. Por isso, não envie o seu currículo usando o mesmo endereço de e-mail que usou como adolescente que tem o nome da sua banda favorita e vários símbolos que impedem a comunicação.

Escolha um endereço que seja simples, contenha o seu nome, e que seja fácil de escrever. Além disso, esteja atento à pasta de spam sempre que enviar uma proposta. Uma vez que muitas empresas respondem através de correio electrónico da agência, poderá descobrir que a marcação de uma entrevista está fora da sua caixa de entrada.

9.  Mostre os seus diferenciais

Ganhar um emprego depende não só de ser ou não muito bom naquilo que faz, mas também de fazer a diferença em comparação com outros candidatos. Não tem a certeza de como tornar isso possível? É mais fácil do que se possa pensar!

Para além de ter uma excelente formação, também deve participar em atividades extracurriculares que ajudem a desenvolver competências e capacidades úteis no mercado de trabalho.

Uma grande forma de o fazer é através do trabalho voluntário. Os benefícios do voluntariado são muitos: é algo que pode fazer no seu tempo livre e que não interfere com a sua agenda, e permite-lhe ganhar experiência, aprender a relacionar-se com outras pessoas, tornar-se organizado e proactivo, e desenvolver uma nova visão do mundo.

10. Realce as suas experiências chave

Se não estiver à procura do emprego inicial, é muito importante incluir a sua experiência profissional no seu currículo. Organize-as de acordo com o período de desempenho e dê uma breve descrição das atividades realizadas, especialmente aquelas que se relacionam com a posição que pretende ganhar agora.

leave your comment


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviando