Preloader

Loading

image

Marketing digital para vaga de emprego

Encontrar profissionais qualificados e suficientemente adequados para preencher as vagas pode ser um desafio para muitas empresas, tornando difícil o trabalho dos departamentos de RH. Entenda o porquê o Marketing Digital Estratégico pode te ajudar a preencher uma vaga de emprego.

Existe uma grande procura no mercado para os empregados que melhor se adaptam ao perfil da organização e, ao mesmo tempo, satisfazem todos os requisitos para a posição. Dadas estas dificuldades actuais nas empresas, é possível utilizar o marketing digital como uma forma de ajudar a encontrar candidatos, ao mesmo tempo que se confia numa grande eficiência no processo de pesquisa.

Com isto em mente, o artigo seguinte irá discutir várias estratégias digitais que podem ser utilizadas para esta tarefa, assegurando eficiência tanto na pesquisa como na filtragem dos candidatos durante o processo.

A importância do marketing digital para o recrutamento

As várias estratégias digitais que existem no campo do marketing estão geralmente relacionadas com a divulgação do produto e o reforço da marca num ambiente virtual. Contudo, as mesmas estratégias também podem ser utilizadas para melhorar o processo de recrutamento de uma empresa.

É através destas estratégias que as empresas são hoje melhores na contratação de empregados e estão sempre a tentar difundir a missão e os valores da empresa para melhor atrair pessoas.

Além disso, os vários canais digitais existentes permitem o envolvimento dos candidatos numa variedade de locais, desde blogs e sites de emprego até às redes sociais.

Abaixo, serão apresentadas as principais estratégias para o recrutamento eficaz de candidatos para uma vaga:

1) Escolhendo a distância e o recrutamento digital

O recrutamento remoto é agora uma realidade. Isto porque a Internet tem permitido às empresas e candidatos maior flexibilidade na realização de seleções.

Por exemplo, uma empresa que aluga tendas de casamento de bandeirolas não tem de se preocupar com questões como grandes mudanças de candidatos para uma vaga de secretária e horários problemáticos. Este facto permite que mesmo as pessoas que vivem em locais distantes das empresas contratantes se candidatem a vagas, aumentando o número de opções disponíveis para os departamentos de RH.

No entanto, é preciso estar vigilante, porque por vezes o recrutamento digital pode nem sempre ser a melhor opção. Por exemplo, se um hospital veterinário oncológico quiser avaliar as competências de um profissional veterinário, é importante que esta avaliação seja feita pessoalmente para melhor analisar o desempenho do candidato quando cuida de um animal.

2) Marketing Digital: utilização de redes sociais

O aparecimento e desenvolvimento de novas tecnologias como a Internet e os dispositivos móveis tem sido acompanhado pelo crescimento das redes sociais, ferramentas que são hoje em dia cada vez mais importantes.

Plataformas tais como Facebook, Instagram, Twitter e especialmente LinkedIn estão a ajudar várias empresas no seu processo de contratação. Permitem ao gestor utilizar diferentes formas para promover uma vaga específica e alargar o alcance dos postos da empresa.

Outro detalhe importante é que as redes sociais permitem aos responsáveis pelo processo de seleção e recrutamento aceder aos perfis dos candidatos para verificar informações e fazer perguntas importantes.

Além disso, plataformas mais específicas do mercado de trabalho, tais como o LinkedIn, permitem às empresas oferecer empregos a um público mais direcionado.

Uma empresa especializada na instalação de energia solar para residências, por exemplo, pode filtrar os candidatos que são convidados a candidatar-se com base numa série de fatores, como por exemplo

  • Grau de profissionalismo;
  • Quantidade de experiência anterior no sector da energia solar;
  • Um diploma em electricidade;
  • Conhecimento de software específico.

3) Mapeamento do comportamento dos candidatos

Outras estratégias digitais atuais baseiam-se no mapeamento comportamental dos candidatos, uma atividade que consiste em reconhecer as competências que uma pessoa tem. Este mapeamento é feito por empresas para determinar que competências de um candidato podem ou não ser úteis para uma vaga.

Através do mapeamento, o gestor de recursos humanos pode comparar as tendências comportamentais dos diferentes candidatos e selecionar aquele que melhor corresponda às expectativas da empresa.

Neste sentido, um buffet que funciona na indústria de casamentos, por exemplo, pode mapear o comportamento dos candidatos a uma vaga utilizando técnicas como testes, questionários e até entrevistas realizadas inteiramente online via conferência Skype ou outra plataforma. Como resultado, a empresa é capaz de determinar se uma determinada pessoa tem as competências para executar um buffet para 150 pessoas.

4) Utilização de software de gestão

Outra tendência digital em recursos humanos empresariais é a utilização de software específico para gerir o recrutamento de profissionais. Com a sua ajuda, é possível optimizar a selecção, organizar o processo de selecção e subsequentemente recrutar empregados.

Utilizando o software, atividades como a criação de uma base de dados onde o potencial talento para uma vaga pode ser localizado, tornando o processo de seleção mais ágil. Isto elimina passos como a publicação de vagas, recolha de CVs e triagem.

Uma base de dados não é mais do que um agrupamento de vários perfis profissionais com informações que lhes dizem respeito, tais como

  • Experiência;
  • Antecedentes acadêmicos
  • Aptidões Técnicas;
  • Línguas.

Quando uma empresa que produz presentes para a Sipat, por exemplo, tem esta base de dados à sua disposição, pode utilizar filtros para selecionar os profissionais que deseja. Se esta empresa precisar de um trabalhador para a linha de produção de presentes, pode selecionar pessoas que tenham formação e experiência neste campo.

Outra opção oferecida pelo software de gestão é o “employer branding”, um termo que pode ser traduzido como “employer branding”. Este termo refere-se à reputação que uma empresa tem perante os seus empregados.

Tal reputação é extremamente importante na procura de empregados, porque é através dela que os candidatos ao emprego verificam que medidas as empresas contratantes estão a tomar para melhorar as condições de trabalho dos seus empregados.

A importância deste facto é que uma marca que não é muito favorável aos empregados pode ser um factor que afasta os potenciais candidatos. Muitas vezes as pessoas desistem de oportunidades em favor de melhores condições de trabalho, apesar de terem vagas atractivas.

Um bom exemplo disto são as indústrias que produzem, por exemplo, secadores de ar comprimido refrigerado, que oferecem um ambiente de trabalho que estimula a colaboração na administração ou a oportunidade de desenvolvimento profissional para os seus trabalhadores. Tais diferenças tornam os candidatos ainda mais interessados nas vagas da empresa.

Outros benefícios oferecidos pelo software de gestão da empresa incluem:

  • Fácil acesso aos currículos dos candidatos;
  • Optimização do agendamento de entrevistas;
  • Melhor visualização da informação;
  • Elimina a utilização de formulários e folhas de cálculo.
  • Utilizando o software, por exemplo, a empresa de transportes Viracopos pode otimizar e racionalizar a procura e contratação de candidatos para a sua frota de autocarros.

5) Desenvolvimento de conteúdos de qualidade dentro do Marketing Digital

Finalmente, uma estratégia digital bastante interessante que as empresas estão a utilizar é a utilização de conteúdos como uma forma de atrair candidatos mais qualificados. Desta forma, uma empresa pode desenvolver conteúdos criativos que captem a atenção e o interesse de profissionais de qualidade.

Um exemplo que mostra a importância do conteúdo na prática é o caso do Google. Esta empresa publicou uma série de artigos que basicamente mostram os benefícios que o Google oferece aos seus empregados, estimulando assim o desejo das pessoas de trabalharem para esta empresa.

Tendo isto em mente, uma empresa que vende queimadores de fornos industriais, por exemplo, pode utilizar conteúdos como posts, infográficos, e-books, eventos de recrutamento, vídeos, podcasts e imagens para mostrar os benefícios desta empresa em comparação com outras.

Esta criação de conteúdos facilita aos profissionais com experiência no sector a procura desta empresa e o trabalho em conjunto para encontrar candidatos.

Dito tudo isto, há um último conselho que podemos dar, e que é: pôr em prática o que foi demonstrado!

Com as estratégias acima referidas, percebemos que o marketing digital pode ser um grande aliado para as empresas que contratam hoje em dia. O recrutamento bem orientado pode poupar dinheiro e tempo, aumentar a produtividade da empresa e criar equipas de funcionários capazes de contribuir eficazmente para a organização.

leave your comment


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviando