Preloader

Loading

image

Emprego: dicas para ingressar no mercado!

Não tem a certeza de como se preparar para o mercado de trabalho? Montamos esse post com o intuito de te ajudar a ser preparar melhor para o mercado de trabalho, confira as dicas que irão te colocar a frente dos demais candidatos para conqustar uma oportunidade de emprego.

Dicas sobre como se preparar para o mercado de trabalho

A entrada no mercado de trabalho é um desejo de muitas pessoas. Mas para se destacar, é preciso mais do que apenas boa vontade!

A formação e qualificação contínuas são palavras-chave muito importantes neste processo. Mas para além disso, há outras coisas que merecem a vossa atenção. Aqui estão algumas dicas:

Dica 1 – Faça graduação

A obtenção de um diploma universitário será uma parte importante da sua entrada no mercado de trabalho. Com base nisso, começará a adquirir conhecimentos gerais relacionados com o campo que escolheu. Além de o preparar no campo científico e de o familiarizar com o lado prático da profissão, estará numa posição melhor do que aqueles que ainda não entraram na universidade.

Estudar na universidade será o ponto de partida para a sua preparação para o mercado. É importante ter em mente que durante este processo de aquisição de experiência, deverá tentar cumprir os prazos propostos e desenvolver uma boa relação com os seus professores e futuros colegas.

Dica 2 – Emprego: faça cursos de requalificação para ter um diferencial

Os cursos de reciclagem são uma excelente ferramenta para os profissionais se prepararem melhor para o mercado de trabalho. A partir deles, é possível melhorar temas mais recentes e estar atualizado na sua área de atuação, com grandes profissionais. Se quiser concentrar a sua carreira numa área específica, a frequência deste tipo de curso pode também ser a base para tornar o seu currículo mais atrativo.

O ótimo é que não é necessário ter concluído a faculdade para fazer um curso de reciclagem, para que possa começar a aprender imediatamente e melhorar o seu currículo.

Dica 3 – Emprego: desenvolva a sua experiência

Para além dos cursos universitários e de reciclagem, comece a pensar em como irá desenvolver a sua experiência na indústria.

Muitos dos que entram no mercado de trabalho queixam-se de que as empresas querem candidatos experientes, mas os recrutadores estão frequentemente à procura de um empregado que possa desenvolver o seu trabalho e utilizar as ferramentas para o fazer.

Se ainda não está a trabalhar mas quer começar a desenvolver a sua experiência, veja que ferramentas são mais frequentemente utilizadas no seu futuro ambiente de trabalho. Isto pode estar a utilizar software ou competências específicas, o importante é que demonstre que está interessado em desenvolver e que já deu os primeiros passos.

Dica 4 – Dedicar-se à aprendizagem de uma nova língua

A aprendizagem de uma nova língua faz uma grande diferença para aqueles que querem estar bem preparados para o mercado de trabalho. Fará um candidato parecer estudioso, trabalhador e adequado para uma empresa que pode começar a trabalhar em relações com outros países.

Dica 5 – Faça um curso de pós-graduação

A nossa última dica é uma das mais importantes da lista. Ao completar um curso após a graduação, estará numa posição muito melhor e mais bem preparado para o mercado.

Com o curso, poderá conhecer muito melhor os conhecimentos específicos na sua área, desenvolver os seus contatos, ganhar mais experiência e obter um especialista, mestrado ou grau médico.

Atualmente, o mercado está cheio de cursos de pós-graduação de qualidade com diferentes tópicos, títulos e duração que podem ser realizados pessoalmente ou online. Tente escolher a que melhor se adequa à sua carreira e aos seus planos para a sua futura profissão.

6 dicas para crescer no mercado de trabalho e conquistar a tão sonhada vaga de emprego

Cada profissional no início da sua carreira sabe como é importante continuar a estudar e a especializar-se a fim de alcançar uma melhor posição na empresa onde trabalha ou redefinir outros caminhos na sua carreira.

Enquanto os profissionais decidem que caminho tomar, as empresas valorizam aqueles que estão dispostos a desenvolver as suas competências técnicas (hard skills) e comportamentais (soft skills). Ambos se tornaram um factor decisivo no processo de selecção, bem como no desenvolvimento de um sólido plano de carreira.

Para o ajudar a saber onde investir o seu tempo e dinheiro, decidimos criar este artigo com dicas para o crescimento no mercado de trabalho. Descobrir o que fazer para se tornar um profissional em procura no mercado. Vejam isto!

1 – Observe a sua personalidade

Alguma vez se perguntou o que realmente lhe traz prazer? A resposta a esta pergunta é fundamental para determinar o caminho de carreira que pretende seguir. Se já teve uma relação com o desporto antes de ir para a faculdade, por exemplo, então escolher uma licenciatura em educação física pode ser a melhor escolha.

No entanto, para além da aptidão física, deve também ser considerado um contexto de trabalho em equipa, considerando que os desportos são jogados em grupo e dependem da participação de todos.

Este exemplo hipotético pode ser aplicado não só no desporto, mas também noutras áreas de desempenho, quer se trate de logística, marketing, vendas ou relações com clientes.

Neste momento, é útil avaliar os seguintes aspectos da sua personalidade:

  • Pontos fortes e fracos
  • Personalidade (introvertida ou extrovertida)
  • Ambiente de trabalho
  • Criação de redes
  • Equilíbrio trabalho-vida
  • Recompensas financeiras
  • Futuro profissional

É essencial avaliar cada um destes pontos a fim de fazer o melhor plano de carreira para a sua vida profissional. Ao fazer isto, reduz quaisquer frustrações que possa encontrar pelo caminho, o que pode levar à necessidade de repensar todo o seu percurso profissional, o que pode levar à necessidade de uma mudança de carreira. Essa é uma boa oportunidade para quem quer conseguir uma boa vaga de emprego.

2 – Concentre-se no seu desenvolvimento técnico e emocional

Os profissionais que conseguirem alinhar as suas competências técnicas e emocionais irão progredir nas suas carreiras. São capazes de antecipar cenários, conceber melhores soluções, resolver situações de crise e ajudar outros colegas de trabalho quando confrontados com um problema profissional. Para desenvolver estas competências, muitos deles procuram uma formação específica para as suas áreas de especialização.

O fato é que nos processos de seleção, os recrutadores avaliam os profissionais que se destacam da multidão e possuem a maioria das qualidades necessárias para preencher a vaga.

Suponha que a posição que procura exige um conhecimento avançado de uma segunda língua. O mero incumprimento deste requisito põe fim a qualquer possibilidade de ser seleccionado para a próxima ronda e mesmo de preencher a posição desejada.

Portanto, tenha em mente que é necessário, especialmente num mercado cada vez mais competitivo, acompanhar os tempos, mesmo que isso exija investimentos a médio e longo prazo, como a aprendizagem de uma nova língua ou o domínio de uma nova tecnologia que tenha sido recentemente introduzida no mercado.

Isto foi agravado nas últimas décadas pela transição das empresas para um ambiente digital e pela necessidade de saber lidar com os dados, o que obrigou muitos profissionais, por exemplo, a reinventarem-se a si próprios.

3 – Não economize em especializações e certificações na hora de ser qualificar para uma vaga de emprego

Os dias em que bastava apenas a licenciatura para entrar no mercado de trabalho já se foram há muito. Hoje em dia, já não faz diferença tornar-se o requisito mínimo para se candidatar a um emprego.

Agora o cenário mudou e os cursos especializados que se concentram em conhecimentos específicos ganharam espaço. Isto facilita a vida àqueles que pretendem trabalhar em nichos de mercado onde existe uma escassez geral de profissionais qualificados.

Por exemplo, cursos de pós-graduação e MBAs oferecem as ferramentas necessárias para se destacar e aprender mais sobre a sua profissão, o que aumenta as suas hipóteses de obter um lugar de especialista, coordenador, gestor ou diretor numa empresa.

Há duas opções interessantes que lhe podem servir: cursos presenciais ou cursos de ensino à distância. O primeiro concentra-se mais na experiência na sala de aula, no trabalho em rede com professores e outros estudantes, o que abre a possibilidade de parcerias ou de um possível convite para trabalhar.

A segunda opção, também conhecida como ensino à distância, tem a vantagem de um horário flexível, que é preferido por aqueles que têm um horário de trabalho agitado e precisam de controlar o seu horário de estudo. A questão de valores mais acessíveis e de uma carga de trabalho flexível pode também ser atraente para si.

O reconhecimento de uma competência técnica mostra que tem um domínio sobre a competência que poucos têm. No mercado de trabalho, isto significa que terá uma vantagem sobre outros profissionais que não possuem certificação.

4 – Encontre um mentor de carreira

Os profissionais no início das suas carreiras podem precisar da ajuda de um mentor ou treinador. Isto deve-se às técnicas e metodologias que este profissional utiliza para explorar o seu potencial e aumentar o seu desempenho no seu trabalho atual ou na sua vida pessoal.

Podem identificar padrões que o estejam a impedir de atingir o seu potencial. Por conseguinte, só precisa de trabalhar na sua remoção porque estão a limitar as crenças que estão a dificultar o seu progresso profissional.

5 – Faça uma auto-avaliação

Quais têm sido as suas realizações até agora? De que está mais orgulhoso? O que gostaria de fazer? Teria o resultado sido diferente?

Deixe que estas questões se levantem e o levantem a reflectir sobre a sua vida profissional até agora. Considere todos os seus sucessos, erros, fracassos, valores e objetivos. Esta é a única forma de corrigir desvios e focalizar o que é verdadeiramente importante para o seu crescimento profissional, isso te ponho mais próximo de uma vaga de emprego

6. Mantenha-se atualizado sempre, vai te ajudar a conseguir um emprego mais rápido

Um profissional que está constantemente a aprender é mais capaz de lidar com cenários caóticos, tais como crises económicas, porque o seu valor de mercado permanece elevado mesmo perante a instabilidade do mercado.

A curiosidade em aprender novas metodologias e tecnologias em cursos de pós-graduação, por exemplo, renova a sua capacidade de conceber melhores soluções para os problemas diários e específicos da sua organização.

Gostou destas dicas? Fique de olho no nosso blogue para mais informações sobre a faculdade, o processo de admissão na faculdade, e o mercado de trabalho.

leave your comment


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Enviando